Quem Somos
  Nossa Opinião
  Cursos e Visitas
  Turismo Educacional
  Turismo Religioso
  Jornal Assiraj
  Loja Virtual
  Sermões de Sexta-Feira
 Baixe Revistas Grátis
  O Islã em Arquivos
  Livros Virtuais
  Baixe Livros Grátis
  Trabalhos Acadêmicos
 
  Islamismo
  Leia o Alcorão Sagrado
  Princípios Religiosos
  Práticas Religiosas
  Perguntas e Respostas
  Calendário Islâmico
  Aulas de Religião
  Horários das Orações
 
 
SOBRE A VISITA DO AIATOLÁ MOHSEN ARAKI AO BRASIL
por: Marcelo Buzetto
A PALESTINA NÃO É AQUI, NEM FICA EM ISRAEL
por: Salem Nasser
 
  Jurisprudência
  A profecia e os profetas
  O Profeta Muhammad
  Os Imames
  Dia da Ressurreição
  Assuntos Sociais
  A Economia no Islã
  Espaço da Mulher
  Sites Recomendados
  Jesus no Alcorão
 
  Tour Virtual
  Vídeos
  Recitação do Alcorão
  Papéis de Parede
  Proteções de Tela
  Recitação de Súplicas
 
 

cadastre-se para receber
os Informativos.


Email:

 
 

 

 

 

 

A Oração

A oração é um dos mais importantes pilares do Islam, cujo grandioso prestígio Deus determinou a oração para todo Responsável, cinco vezes ao dia, com 17 (dezessete) genuflexões, que são para:

A oração da manhã: duas genuflexões -------- (Assobh)

A oração do meio-dia: quatro genuflexões -------- (Azzohr)

A oração da tarde: quatro genuflexões ---------- (Al-Açr)

A oração do crepúsculo: três genuflexões --- (Al-Maghreb)

A oração do anoitecer: quatro genuflexões ------ (Al-Achá)

Assim como foram constituidas as orações voluntárias, como a oração noturna, a vigília da madrugada, do meio-dia, da tarde, do crepúsculo e do anoitecer.

Outras orações devidas, que são: a oração de sexta-feira, a oração das duas festas, a oração dos versículos alcorânicos, a oração aos mortos, a oração do percurso ao redor da Caaba durante a peregrinação.

A oração enfim, expressa os pilares da religião e a forma mais destacada da fé e da devoção a Deus Glorificado.

Deus Supremo revelou:

"... observai então a oração, porque a oração foi prescrita aos crentes em tempo determinado".

Alcorão Sagrado (Surat Annissá - C. 4, Versículo 14).

Ele Glorioso, revelou também:

"Os crentes triunfaram a religião e eles são humildes em suas orações".

Alcorão Sagrado (Surat Al-Muminún - C. 23, Vers. 1 e 2).

A oração inclusive, por ser uma prática de consagração, faz com que o homem se prenda ao seu Criador, o que aliás, tem seu fator psicológico, educativo e progressivo, só pelo fato de se dirigir a Deus Glorificado através do permanente arrependimento e súplicas para o bem próprio e dos crentes, sempre com muita fé e com o corpo e a endumentária limpos e purificados. E, no que tange reuniões e presenças nas Mesquitas, onde acontece maior aproximação entre os grupos e formação de relacionamentos sociais, exalta-se o amor e a paz entre os devotos. A essência da oração se baseia pela submissão a Deus somente, através da genuflexões, adorações e ligação permanente com Sua Magnificência e com o Dia de Prestação de Contas. Com isso, motiva a alma com a humildade e a igualdade, purificando-a das seduções, do orgulho e da inimizade... E o Alcorão Sagrado esclarece o ideal das preces e orações coletivas e sociais, assegurando-o com o seguinte:

"... a oração adverte contra a obscenidade e o que é abominável".

Alcorão Sagrado (Surat Al-Ancabút - C. 29, Versículo 45).

Com isso, o nobre Mensageiro (saws) igualou a oração com o rio que limpa e purifica o homem da sujeira e da imundice, dizendo:

- "Feliz dentre vós aquele que possui na entrada de sua casa uma 'Hammat' onde ele pode se lavar nela por cinco vezes diariamente, não deixando sobre si um resto de sujeira sequer!".

Os presentes então, indagaram:

- "Sim? E qual é o significado?"

E ele (saws) lhes respondeu:

- "Significa as cinco orações do dia".

O Islam valoriza a oração à medida do que se deixou em rastros benéficos e complementares na consciência e no comportamento do homem.

Conta-se que o Imam "Assadeq" (as) disse certa vez:

- "Não teria validade a oração que não impõe ao devoto a prática do obséquio".

A oração é um dos mais importantes pilares do Islam, cujo grandioso prestígio Deus determinou a oração para todo Responsável, cinco vezes ao dia, com 17 (dezessete) genuflexões, que são para: Assim como foram constituidas as orações voluntárias, como a oração noturna, a vigília da madrugada, do meio-dia, da tarde, do crepúsculo e do anoitecer. Outras orações devidas, que são: a oração de sexta-feira, a oração das duas festas, a oração dos versículos alcorânicos, a oração aos mortos, a oração do percurso ao redor da Caaba durante a peregrinação. A oração enfim, expressa os pilares da religião e a forma mais destacada da fé e da devoção a Deus Glorificado. Deus Supremo revelou: "... observai então a oração, porque a oração foi prescrita aos crentes em tempo determinado". Alcorão Sagrado (Surat Annissá - C. 4, Versículo 14). Ele Glorioso, revelou também: "Os crentes triunfaram a religião e eles são humildes em suas orações". Alcorão Sagrado (Surat Al-Muminún - C. 23, Vers. 1 e 2). A oração inclusive, por ser uma prática de consagração, faz com que o homem se prenda ao seu Criador, o que aliás, tem seu fator psicológico, educativo e progressivo, só pelo fato de se dirigir a Deus Glorificado através do permanente arrependimento e súplicas para o bem próprio e dos crentes, sempre com muita fé e com o corpo e a endumentária limpos e purificados. E, no que tange reuniões e presenças nas Mesquitas, onde acontece maior aproximação entre os grupos e formação de relacionamentos sociais, exalta-se o amor e a paz entre os devotos. A essência da oração se baseia pela submissão a Deus somente, através da genuflexões, adorações e ligação permanente com Sua Magnificência e com o Dia de Prestação de Contas. Com isso, motiva a alma com a humildade e a igualdade, purificando-a das seduções, do orgulho e da inimizade... E o Alcorão Sagrado esclarece o ideal das preces e orações coletivas e sociais, assegurando-o com o seguinte: "... a oração adverte contra a obscenidade e o que é abominável". Alcorão Sagrado (Surat Al-Ancabút - C. 29, Versículo 45). Com isso, o nobre Mensageiro (saws) igualou a oração com o rio que limpa e purifica o homem da sujeira e da imundice, dizendo: - "Feliz dentre vós aquele que possui na entrada de sua casa uma 'Hammat' onde ele pode se lavar nela por cinco vezes diariamente, não deixando sobre si um resto de sujeira sequer!". Os presentes então, indagaram: - "Sim? E qual é o significado?" E ele (saws) lhes respondeu: - "Significa as cinco orações do dia". O Islam valoriza a oração à medida do que se deixou em rastros benéficos e complementares na consciência e no comportamento do homem. Conta-se que o Imam "Assadeq" (as) disse certa vez:- "Não teria validade a oração que não impõe ao devoto a prática do obséquio".

Extraído do livro: Os Princípios Islâmicos.

 

 


 

 

 
Zul Hijjah de 1438





Acesse a versão Real Paper do Jornal Assiráj
Clique Aqui












 

 

 

inicial | artigos | notícias | contato


2007 Todos os Direitos Reservados - ibeipr.com.br ®
Desenvolvido por Fatcho